Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘bibliotecas’ Category

Mervil Dewey, quem diria, virou rapper! Seu primeiro sucesso, The Dewey Decimal Rap, já teve mais de 800 mil visitas no YouTube e será distribuído mundialmente pela McGraw-Hill em 2012.

Também dá para comprar o CD e camisetas do MC Dewey aqui.

Anúncios

Read Full Post »

O programa Quantum2 da ProQuest/Dialog promove este seminário online gratuito no dia 14/03.  

O seminário vai mostrar, usando estudos de caso, como construir uma marca para sua biblioteca que vá além de um novo logotipo e uma campanha de marketing, mas envolva também produtos, serviços e imagem, sem gastar muito. 

Para mais informações e inscrições, clique aqui

Read Full Post »

A biblioteca pública de NY lançou um site para ajudar seus usuários a descobrir como usar dispositivos móveis (Kindle, Nook, iPad, Android, etc.) para ler livros eletrônicos e outras tarefas de pesquisa.

O eBook Central foi lançado para atender à demanda de informação pós-Natal, já que muita gente ganha esses brinquedinhos e não sabe como usá-los. Além do site, os bibliotecários farão um plantão de 4 a 13 de janeiro para atender pessoalmente aos usuários que quiserem levar seu e-reader à biblioteca para aprender como usá-lo.

O site também dá dicas de aplicativos grátis para vários sistemas operacionais e links para páginas onde baixar livros eletrônicos gratuitos ou em domínio público.

Vai lá: http://www.nypl.org/ask-nypl/ebookcentral

Read Full Post »

Desde o primeiro momento, a idéia me pareceu genial. Reunir bibliotecários de diversas áreas e atuações para falar de projetos e experiências que os tornaram interessantes, conhecidos, influentes ou, nas palavras do organizador Moreno Barros, um “bibliotecário foda”.

E eu, sem dúvida, lisonjeada de fazer parte dessa turma, junto com Caruso, Murakami, Gustavo Henn, Regina Fazioli, William Okubo, e o próprio Moreno. Sem contar todos os demais que eu ainda não conhecia.

Foi um dia especial, na Biblioteca Parque de Manguinhos, um lugar maravilhoso escondido num cantinho do bairro de Benfica, bem longe dos cenários de novela da zona sul do Rio de Janeiro, e por isso cheio de uma vida muito própria. É uma biblioteca do Estado, mas não consigo descrevê-la sem pensar em “biblioteca comunitária”, pela presença e participação local que existe naquele espaço.

Cada apresentação (das que eu pude ver, pois infelizmente tive que sair antes do fim) foi cheia de energia e de paixão, cada um enamorado de suas idéias e atuação, um negócio emocionante mesmo. Quem se interessar, com certeza vai encontrar por aí vários relatos dos conteúdos das palestras, além dos tweets (#bibliocamp), facebook (o pessoal da Biblioo fez uma cobertura boa), e os vídeos que serão postados no youtube.

Por isso, só vou falar aqui da emoção de encontrar outros apaixonados como eu, gente que não se conforma em ser só mais um, gente que sai da caixinha, que arregaça as mangas, que dá a cara a tapa, que paga pra ver. Somos uns inconformados.

Confesso que o evento não me surpreendeu: foi tão bom como eu esperava. E vindo de quem veio, não esperava menos. Só não me conformo que o Moreno não queira organizar mais um.

Read Full Post »

Hoje tentei emprestar um livro para o Kindle no site da biblioteca pública de NY e, sem muita surpresa, descobri que a maior parte dos títulos já está emprestada e com lista de espera. Não dá pra negar que a iniciativa fez sucesso entre os usuários.

O site de e-books da NYPL (http://ebooks.nypl.org) não é muito elaborado. Você pode navegar por tipo de suporte (Kindle, ePub, audiolivro, domínio público) ou por categorias, fazer buscas simples, e organizar as obras por título, autor, popularidade, ou data de inclusão. A classificação por categoria tem algumas falhas (série Crepúsculo em Business?), mas ajuda a ter uma idéia do que há no acervo, que não é pequeno. Só para Kindle, são mais de 15.000 títulos.

Afinal, já que se tratava de testar o sistema, acabei escolhendo o primeiro livro disponível da categoria de Negócios, ordenada por popularidade, e depois de uma longa série de clicks, voilà! Meu primeiro empréstimo de livro eletrônico para Kindle funcionou.

Se quiser saber qual é o título, dê uma olhada no meu twitter (@deiafix).

As instruções para emprestar livros para o Kindle pela biblioteca pública de NY estão em: http://www.nypl.org/blog/2011/09/22/library-books-kindle.

Detalhe: eu tenho uma carteirinha da NYPL porque já morei em NY. Teoricamente, é necessário comprovar residência na cidade para fazer sua carteirinha, mas lendo as instruções no site, vejo que há pelo menos uma maneira fácil de que qualquer pessoa possa fazer uma na sua próxima visita a NY…

Read Full Post »

Na semana passada, foi amplamente anunciada e discutida na mídia norte-americana a parceria da Amazon com as bibliotecas públicas para empréstimo de livros eletrônicos para o Kindle. Apesar dos muitos questionamentos, em geral isso tende a ser visto como muito positivo tanto pelas bibliotecas como, principalmente, pelos usuários.

“Eu era uma dessas pessoas que dizia que nunca leria um livro em um computador porque você não pode ler na cama. E eu costumava levar 3 ou 4 livros quando eu viajava. Agora, eu posso colocar 4 ou 5 livros no iPad e 80% do que eu leio são e-books.”

Essa frase é da Brenda Brown, chefe da Chandler Library, em Phoenix, mas bem poderia ser minha, trocando os 80 por… 50, talvez. Desde que comprei um iPad, minha visão sobre livros eletrônicos mudou substancialmente. E depois de ter lido inteiramente no Books (o aplicativo para e-books do iPad) o terceiro volume da serie Millenium (“The girl who kicked the hornet’s nest”), de Stieg Larsson, um calhamaço que no formato de livro de bolso ultrapassa as 700 páginas, tive que me render à praticidade e comodidade desses dispositivos.

Para completar, baixei o app da Kindle no iPad e fiquei maravilhada de que a assinatura anual da revista Harvard Business Review via Kindle custa aproximadamente 10 vezes menos do que a assinatura online pelo site.

O próximo passo? Usar minha carteirinha de sócia da New York Public Library para emprestar livros eletrônicos para o Kindle.

Fonte: “E-books push Phoenix-area libraries into a new era”
http://tucsoncitizen.com/arizona-news/2011/10/01/e-books-push-phoenix-area-libraries-into-a-new-era/

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: